Encontre o restaurante ou a comida que você está procurando!

Carregando...

31 de dezembro de 2009

Especial de ano novo

Estou viajando para passar o réveillon na praia. Mas, dei uma passada no Google Analytics, peguei os posts mais lidos de 2009 e  vocês conferem abaixo. Desde já, agradeço pela colaboração, pela fidelidade e faço votos de que 2010 seja um ano ainda mais saboroso e marcado por diversas explosões de prazer! Ah, e que vocês estejam sempre aqui comigo sendo muito felizes.

1º lugar
Coco Bambu Frutos do Mar


2º lugar
Tortelê


3º lugar
Maee


4º lugar
Chez Patrick


5º lugar
Wasabi

28 de dezembro de 2009

Bem-casado perfeito


Alguém ai adora comer bem-casado como eu? Impossível não gostar, né?! E claro que não precisamos esperar uma festa de casamento para poder comer esta delícia. Em várias padarias da cidade, este docinho pode ser encontrado. Mas, antes de comprar, veja se é da Célia Bezerra. Este sim é perfeito. O bolinho macio vem com um recheio delicioso e nada enjoativo. Quem me deu esse foi a amiga de trabalho Juliana Colares e que eu dividi com a Flávia Gurgel. Obrigada Ju!!!

SERVIÇO: Célia Bezerra Bem Casados (Rua Vilebaldo Aguiar, 1557) - Para fazer pedidos ou saber onde estas delícias estão disponíveis, basta entrar em contato por meio dos telefones (85) 3262.4493 e 8816.7651. Tem também um blog http://cbbemcasado.blogspot.com/.

26 de dezembro de 2009

Sabor caseiro: Minhas rabanadas



Ainda no clima de Natal, neste sábado me deu vontade de comer mais rabanadas. Então, meti a mão na massa e tentei fazer algumas. Peguei uma receita aqui na internet e fiz esse doce saboroso, que teve origem em Portugal. Separei o ovo, leite condensado, leite, açúcar, canela e pão. E não é que prestou? Elas só não ficaram muito crocantes porque os pães eram de hoje mesmo. Mas, estavam deliciosas e mais uma vez, me dei bem no fogão.

Abaixo, a receita que segui (mais ou menos). E não é preciso ser Natal para saborear a rabanadas, tá?!

Ingredientes:
3 pães franceses dormidos
2 xícaras de chá de leite
1/2 xícara de chá de açúcar
1/2 lata de leite condensado
Óleo ( quanto necessário para fritar)
2 colheres de sopa de canela em pó
3 ovos

Modo de preparo:
Corte os pães em fatias e reserve
Coloque o leite e o leite condensado numa tigela e mexa em com uma colher e reserve
Coloque os ovos numa outra tigela e bata com um garfo até ficar homogêneo
Coloque o óleo numa panela média leve ao fogo alto para esquentar
Coloque algumas fatias de pão dentro da tigela com leite e deixe encharcar por 1 minuto de cada lado
Retire os pães do leite e coloque sobre uma peneira para pingar o excesso de líquido
Retire as fatias da peneira, passe pelo ovo batido e frite imediatamente
Frite as fatias por 2 minutos de cada lado, ou até que comecem a dourar
Repita a operação com cada fatia
Retire os pães com uma escumadeira e coloque sobre papel absorvente e reserve
Se o óleo começar a ficar muito sujo, passe por uma peneira forrada com um pano limpo ou com algodão
Coloque o açúcar e a canela num prato e misture
Envolva cada fatia pela mistura

fonte: www.tudogostoso.com.br 

25 de dezembro de 2009

Sabor caseiro: Amigo Secreto na Redação (DN)


Lasanha de frango (fotos: Gabriela Dourado)


Bolo de banana (o melhor que já comi)

No último dia 24 (quinta-feira), eu e minhas colegas de trabalho no Zoeira (Marlyana, Juliana Colares, Flávia, Gabriela, Flávia, Ticiana e Karine) fizemos um amigo secreto na própria redação e para comer, delícias preparadas em casa foram a pedida. Como prato principal, uma lasanha feita pela minha mãe (Celina) e de sobremesa, bolo de banana feito pela mãe da Karine (Ana), mousse de limão da Flávia e um charlotte trazido pela Marlyana.

Além das comidas maravilhosas (depois coloco as receitas que podem ser divulgadas), devo destacar o presente que ganhei da amiga Juliana Colares: um livro de receitas italianas. E ela ainda teve coragem de me desafiar a fazer todas e colocar aqui no blog, mas isso vai ficar pra depois, tá?!

Ju Colares


Meu presente


22 de dezembro de 2009

Fala leitora: Gastronomia hermana - O que comer na Argentina

Por Rafaela Britto 
Especial para o Sabores da Cidade
Sou leitora assídua do Sabores da Cidade e fiz questão de tirar algumas fotos dos pratos típicos que provei durante os 20 dias em que viajei pelo Norte da Argentina, como também pediu a Iza via twitter. Ok dona Iza, promessa cumprida. Provei e fotografei as preciosidades encontradas no nosso vizinho.

O ato de comer na Argentina é bem peculiar e diferente do nosso. Café da manhã, ou desayuno, não é nada mais do que um café com leite ou chá e alguns croissants doces (medialunas) e criollos (um tipo de biscoito-pão muuuito bom para comer com geléias e doce de leite). Na segunda semana já acordava sonhando com vitamina de banana, sucos de frutas, cuscuz com ovo, mas tudo bem. O segredo é se adaptar! Voltei até mais fã de doce de leite, os argentinos são loucos por esse doce, se vende em todos os cantos, há em todas as casas e comem com tudo que possam imaginar.

No almoço, esqueça feijão e arroz. O prato básico é mesmo a carne, acompanhada, na grande maioria das vezes, por papas fritas ou purê de papas (batata). E não uma carne fininha como estamos acostumados no dia a dia, são tiras bem consideráveis. Não somente comi carne todos os dias, como saboreei cada corte novo que me apresentavam. Matambre, Vacio, Costilla, Lomo, Chorizo (tipo de linguiça beem condimentada), Bife de Chorizo (mais parecido com nossa picanha) etc. Os hermanos comem muita carne também à milanesa, com um tipo de farinha feita com pão, própria para isso. Dos pratos com carne que comi, destaco o Bife de Chorizo ao molho de pimenta negra e o Matambre a La Pizza. Ricos!

Costilla com purê

Depois de um almoço bem carregado, os argentinos só vão cenar (jantar) quase às 23 horas. É absolutamente comum. É quando geralmente os amigos se reúnem para comer o famoso asado, que sim é uma cultura arraigada do Norte ao Sul, como a Feijoada por aqui. É o prato da nação, eu diria. Confesso que não gostei muito da morcilla, um tipo de linguiça feita com sangue de boi, bem preta. Sangue usado aliás para a pintura da Casa Rosada juntamente com cal, curioso não? ou macabro... rs O boi rende bastante lá, comem língua, garganta, coração, tripa. No me gusta mucho... O jantar de despedida foi na casa de uma amiga em Córdoba, o prato preparado, com muito esmero, foi o Pollo al disco (galinha ao disco), feita com 2 litros de cerveja pilsen e um tempero apimentado maravilhoso, tudo isso em um disco de metal sob lenha em brasa. Perfeito.

Ah! Uma coisa que me pegou pelo estômago foi o tal do Jamón Crudo (presunto cru). Com resistência, fui provar esse tal de presunto cru e amei! Vai muito bem como petisco, salgadinho e bem fininho. As empanadas são famosas e podem também ser encontradas em toda a Argentina. A mais conhecida e a melhor é a da província de Salta. Lembram esfirra árabe, mas com uma massa deliciosa e com uma carne temperada a la Argentina.


Empanadas

Para terminar, algumas comidinhas típicas do Norte que também merecem comentários: Humitas e Tamales. Lembram muito nossa pamonha, também feitas com milho e embrulhadas na palha do mesmo. A diferença é que são bastante temperadas com tomate, pimentão, cebola, vinagre, ají (pimenta muito comum lá) e outras pimentas. A diferença entre ambas é que o Tamales incrementa a receita com, claro, carne bovina. Muy ricas!



Rafa comendo humitas

Bem, quando forem dar uma volta por lá, não deixem de provar essas e mais um monte de delícias, que nem tive tempo de experimentar!
***Buen Provecho!***

20 de dezembro de 2009

Portal do orgânico - comida orgânica e maravilhosa

Está com vontade de almoçar algo saudável e saboroso? A minha dica é conhecer o restaurante da loja de produtos orgânicos Portal do Orgânico. As saladas são todas deliciosas e o tempero de cada prato é algo especial. Além das saladas, arroz, feijão (tudo delicioso), a casa ainda oferece peixes e frango. No dia que fomos, tinha peixe no forno, strogonoff de frango, arroz de brócolis e berinjelas num molho agridoce. Self-service, o quilo custa R$ 27,90 (A partir do dia 11/01/2010, custará R$ 36,90).

Outro diferencial do restaurante são os sucos especiais (R$ 5,50). Eu experimentei um de limão, capim santo e hortelã. Uma delícia e refrescante nesse calor de Fortaleza. Ah! Vale lembrar que o ambiente é super familiar. É como se a gente tivesse almoçando na varanda de casa com uma piscina logo à frente. Se não fosse a obrigação de voltar ao trabalho, dava para passar a tarde toda lá.

As sobremesas também são deliciosas. Provamos a torta de limão e torta de banana. Perfeitas para fechar qualquer refeição. Abaixo, vocês conferem as fotos dos pratos dos meus amigos Tiago Coutinho, Angélica Feitosa, Janayde Gonçalves e ainda o suco e as sobremesas do dia.

Meu prato

Tiago Coutinho

Angélica Feitosa



Suco de limão com capim santo e hortelã


Torta de limão

Torta de banana


Serviço: Portal Orgânico (Rua Assis Chateaubriand, 381, Dionísio Torres) funciona de segunda a sábado, das 11h30min às 14h30min, em sistema self service - quilo R$ 27,90. Telefone: (85) 3224 9002. 

18 de dezembro de 2009

Deliciosas letras: Cozinha Passo a Passo



A Larousse do Brasil lançou na última semana os dois últimos títulos da coleção Cozinha Passo a Passo: Chocolate e Cozinha Italiana. A coleção atende tanto aos iniciantes quanto aos já iniciados na arte da culinária, e seu projeto gráfico apresenta receitas ricamente ilustradas e com textos curtos e objetivos.


Cozinha Italiana
O livro mostra a simplicidade dos pratos italianos, que são saborosos e se adaptam a todos os gostos. Há pratos rápidos e simples, como legumes grelhados, outros que talvez o leitor nem ousasse fazer, como risotos e pizzas, e ainda opções clássicas como lasanhas e raviólis.

O livro está dividido em seis capítulos: Aperitivos (pesto, canapés, pizza & cia.), Legumes (legumes grelhados, saladas, legumes cozidos, pratos triviais), Massas (massas com ovos, molhos, massas de grão duro, risoto e nhoque), Peixes (carpaccio de polvo, espadarte à siciliana, dourada à “agua do mar”, sardinhas recheadas, filé de robalo), Carnes (fatiadas, fritas, com molho) e Sobremesas (cremosas, bolos e tortas). Três índices ajudam o leitor na busca por tipo de prato, receitas ou ingrediente. Já no glossário, há dicas de como escolher o melhor atum em conserva, o vinagre balsâmico ideal, e ainda fala das variedades de mozarela. Uma novidade é o capítulo “Menus de Laura”, onde a autora Laura Zavan dá dicas de refeições para duas pessoas, Menu para criança, Menu para namorados, Menu de verão etc.

A autora:
Laura Zavan nasceu na cidade de Treviso, região do Vêneto, Itália, mas vive há mais de doze anos em Paris onde trabalhou em restaurantes de renome como Casa Bini e Ladurée. Tem livros traduzidos para vários idiomas, que foram publicados em diversos países, entre eles o clássico Larousse da Cozinha Italiana, obra vencedora do prêmio La Mazille Internacional 2006 na categoria Melhor Livro de Culinária Estrangeira.

Chocolate
O livro é um verdadeiro mapa da mina que traz clássicos imbatíveis como musses, trufas, cookies, e também preciosidades como floresta branca, bolo de chá-verde, macarons especiais etc. São 80 receitas para deixar crianças e adultos com água na boca e despertar todos os sentidos. Todas elas têm seus segredos revelados passo a passo, por meio de imagens, com tamanha simplicidade que é um convite irresistível tanto para amadores quanto para profissionais da cozinha.

Chocolate está dividido em sete capítulos: Os básicos, Suaves e tenros, Aerados e cremosos, Crocantes com calda quente, Bolos grandes, De dar água na boca e Divertidos. Três índices ajudam o leitor na busca por tipo de prato, receitas ou ingrediente. Já no glossário, há dicas de como lidar com as formas e explica, por exemplo, o que são chunks.

As autoras:
Orathay, culinarista exigente e gourmet sem igual, é gastrônoma diplomada e colabora na cozinha de muitos chefs. Vânia é artista gráfica e pós-graduada em boa mesa.

SERVIÇO:
Cozinha Passo a Passo - Cozinha Italiana
Editora: Larousse do Brasil
Pág: 256
Autora: Laura Zavan
Tradução: Marcos Roberto Barbosa
Preço: R$ 84,00


Cozinha Passo a Passo - Chocolate
Editora: Larousse do Brasil
Pág: 256
Autoras: Orathay Souksisavanh e Vânia Nikolcic
Tradução: Marcos Roberto Barbosa
Preço: R$ 84,00

17 de dezembro de 2009

Jantar Italiano - Formatura da 3ª turma de pós em gastronomia da Fanor

Vou compartilhar com vocês uma experiência maravilhosa que tive na última semana. A amiga Livia Barreira me ligou perguntando se eu tinha interesse em ser jurada do jantar de encerramento da 3ª turma de pós em gastronomia da Fanor. Alguém tem dúvida de qual foi minha resposta? Claro que sim! Nem precisou perguntar duas vezes. Lá, fui recebida pelo simpático Erico Barreira, irmão da Lívia e um dos formandos da turma. E já fiquei mais aliviada quando soube que seria um jantar italiano. Não sei porque, mas cogitei um especial de receitas com cebolas e infelizmente não gosto muito.

Então, vamos aos pratos. Para começar, a primeira entrada foi um trio de brusquetas, que eu adoro. O pão italiano veio com três coberturas. Um era de fígado de frango, o outro de camarão com alho poró e tradicional tomate e manjericão. Os três estavam deliciosos e mesmo eu não gostando muito de fígado, acreditem, estava leve e saboroso.

Anti pati: Mini bruschetta al pomodoro e pesto (tomate e manjericão), Mini bruschetta al gambero e porri (camarão e alho poró) e de fegatini di pollo e limone (fígado de frango e limão)


Outra boa surpresa do jantar foi a polenta com shitake. Quem não comeu shitake ainda, precisa provar. Ow cogumelozinho gostoso, viu? E nunca vi uma coisa combinar tanto com polenta (que eu também não gostava muito até então por achar sem gosto). Mas, o shitake deu todo sabor que faltava pra mim.

Anti pati: palentina ai funghi (polenta com cogumelo)

Depois da entrada, vamos ao "primo piatto" (primeiro prato): raviolli  de gorgonzola. A massa e o queijo estavam equilibrados com o azeite. Um detalhe interessante é que a turma optou por apresentar os raviollis em forma de quadrado, quando geralmente são aqueles triângulos meio arredondados.

Primo Piatto: Ravioli al burro ripieno con crema di gorgonzola (raviolli na manteiga recheado com creme de gorgonzola)


O "secondo piatto" não poderia ser melhor. Um filé alto com um corte diferenciado com molho de ameixa e batatas ao forno. Vocês não têm noção do tanto que esse prato era perfeito para mim, que adoro as combinações de doce e salgado. O molho era levíssimo, as batatas estavam deliciosas e até essa cenourinha que está em cima era saborosa. Mesmo depois de já ter comido todas as outras coisas, eu ainda consegui comer tudo. E ainda tinha sobremesa...

Secondo Piatto: Filetto con salsa di prugne, patate gratinate e carotine alle erbe saltate al burro (Filé ao molho de ameixas, batatas gratinadas e cenourinhas com ervas salteadas na manteiga)

E com certeza também comi toda a taça de maçã caramelizada com sorvete de creme. E vocês me perdoem, mas esqueci de fazer a foto da sobremesa.  Era muita emoção. O doce da maçã caramelizada estava em perfeita sintonia com o sorvete, que não deixava a sobremesa muito açucarada. Estava no ponto de causar uma ***Explosão de prazer***.

Abaixo, vejam as fotos da turma que, com certeza, vão promover muitos sabores pelas cidades por onde passarem.

A turma: Brito, Lilian, Brena,Samira (coordenadora do curso de hotelaria), professora Anaide Melo, Fábio, Glauce e Erico.


***Explosão de prazer***

P.S. E aos que já sabiam do meu desejo de fazer essa pós, fiquem sabendo que este desejo está cada vez mais próximo da realidade. E depois de conhecer o espaço gastronômico, a cozinha. Senti que em breve estarei de volta lá, mas como aluna. Se Deus quiser!

Assistam e lembrem de mim: "Julie & Julia"




Finalmente estreou em Fortaleza, na última sexta-feira (11/12), o filme Julie&Julia. Os apaixonados por gastronomia não podem perder o longa que traz Amy Adams e Meryl Streep nos papéis de Julie e Julia. Julie é uma secretária frustrada que descobre na cozinha uma forma de escape da difícil rotina e escreve tudo em um blog (blogspot como o meu) que acaba fazendo muito sucesso. Julia foi uma das principais culinaristas americanas, responsável pela introdução da gastronomia francesa nos hábitos alimentares das famílias nos Estados Unidos.

Com muito humor, uma pitada de romance, drama e emoção, o longa é uma boa pedida para dar um sabor a mais em qualquer hora do dia. Meryl Streep é, com certeza, o maior destaque do filme dirigido por Norah Ephron.

Me identifiquei bastante com a Julie já que este blog vem me trazendo ótimas experiências, me fazendo muito feliz (embora, mais gordinha também) e sempre tem alguém querendo fazer um "Sabores" comigo. Além disso, confesso que também fiquei um  pouco egoísta no começo por só querer ir a lugares desconhecidos para poder postar.

Ah! O filme me deu até uma ideia: pedir patrocínio para os meus jantares. Mesmo achando que ninguém vai colaborar, vou disponibilizar a ferramenta aqui em breve.

Bon Appetit!!!!




15 de dezembro de 2009

Vejam que loucura - Jantar nas alturas



Já pensou em comer ao ar livre e sentado em uma mesa suspensa por um guindaste a 50 metros de altura, iguarias elaboradas por chefs renomados? É isso que vai acontecer até o dia 23 de dezembro no Rio de Janeiro. Criado na Bélgica, o projeto, realizado no Brasil pelas empresas Mídia Foods e Newdining, que chega ao País com a marca Brastemp Dinner in The Sky, está presente em 30 países e realizou mais de 700 jantares ‘nas alturas’ por todo o mundo em lugares como Paris, Dubai, Londres e Las Vegas.


Por aqui, o Píer Mauá foi escolhido para representar o Rio de Janeiro e receber as vinte e duas pessoas que participarão de cada uma das subidas – serão duas por noite – com duração aproximada de duas horas.Os jantares acontecem sempre nos horários das 20h e 22h.


Confortavelmente sentados em assentos que se movimentam 180º – e que seguem todas as normas de segurança –, os convidados receberão um atendimento diferenciado. Fred Frank – que soma passagens pelo International House, de Londres; Bella Itália, em Munique; e Charlô, em São Paulo – será o chef anfitrião da Brastemp e receberá outros profissionais convidados.


Além de Frank estarão no time de chefs: Frederic Monier (Brasserie do Rosário), Marcelo Tanus (Zozô), Frederic de Mayer (Eça), Flávio Myamura e Eric Marty, Christophe Lidy (Garcia & Rodrigues), Oliver Cozan, Marcos Sodré e Thiago (Sawasdee Bistrô), Rolland Villard (Le Préé Catalan), Roberto Ravioli, Willian Carvalho, Rodrigo Oliveira, Nao Hara, Ludmila Soeiro, Lam (Mr. Lam), Julian Mercier e Damien Montecer (Terèse), que elaborarão um cardápio com duas entradas, sendo uma fria e outra quente, prato principal e sobremesa, aliando alta gastronomia ao conceito de exclusividade.


Para saber mais acesse www.dinnerinthesky.com.br/brastemp




Especificações Técnicas Brastemp Dinner in the Sky
Tamanho da Plataforma: 9x5m
Peso da Mesa: 5 toneladas (vazia) e 7 toneladas (cheia)
Número de convidados por subida: 22
Número de pessoas no staff: 5
Capacidade mínima do guindaste: 120 toneladas
Área de montagem requerida: 40x30m
Área isolamento de segurança sob a mesa (risco de queda de utensílios ): 30x15m
Altura de Elevação: 50m


Serviço
Brastemp Dinner in the Sky
Quando: de 14 a 23 de dezembro
Horário: das 20h às 22h e das 22h às 24h
Investimento: a partir de R$ 600


Vendas
MÍDIA FOODS: (21) 9638 6848 com Ana Cláudia, das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira, ou pelo site www.dinnerinthesky.com.br/brastemp


Mali Malu - Sushi muito bom

Atendendo a pedidos, fomos fazer um "Sabores" no restaurante Mali Malu. Lá (eu e Fernana Mychele) encontramos Flávia Gurgel (leitora fiel e colaboradora deste blog), seu marido Rafael e os amigos Yuri, Thiago e Danielle que são da época de colégio dela. Na mesa, as conversas giraram em torno do RPG, jogos em geral e livros de ficção. Para comer a pedida foi salmão, rolinho de queijo e sushis.

O salmão vem mergulhado no molho shoyo e é suculento. Delicioso!!!



Outra entrada que vale a pena pedir são os rolinhos de queijo. Sequinho e crocante, ele vem com o queijo derretido daqueles que esticam quando a gente morde.




Mas, o melhor ainda estava por vir. Os sushis são realmente o forte da casa, que oferece várias outras opções no cardápio. O Mali Malu é daqueles restaurantes que agrada a todos os gostos num só lugar e o melhor é que não perde a qualidade. O combinado de 30 peças de sushis, incluindo hots, custa R$ 24,00. Um preço ótimo. E estava tudo perfeito. Fiquei até com vontade de pedir mais, porém alguém falou que sushi, apesar de saudável, é muito calórico. Ficou para a próxima.




***EXPLOSÃO DE PRAZER***

Serviço: Mali Malu (Avenida Barão de Studart ,1040, esquina com Santos Dumont - Aldeota) funciona a partir das 18h. Telefone: (85) 3224-2308. Site do Mali Malu


Mali Malu no Diário do Nordeste

14 de dezembro de 2009

Vila Mosquito - Delícia de lugar 2

Uma semana depois, estou de volta ao mesmo lugar e a ideia nem foi minha. A Julianna Sampaio que passou o seu aniversário (06/12) num navio luxuoso. Marcou para este sábado (12/12) a comemoração do seu niver com os amigos mais humildes. Quando recebi o email, falando do evento até que fiquei feliz de voltar ao delicioso lugar.

Desta vez, aproveitei para experimentar a berinjela vila flore (berijela grelhada, com molho de tomate e queijo), que custa R$ 20,00. Perfeitaaa!!!! Parece com a que o marido da querida amiga Mirela Montenegro, Tiago,  faz. Aliás, estou com saudades.



Sim! Para começar a noite com muito glamour, a Carol Domingues levou de presente um Chandon e claro que aproveitamos para abrir a noite com um super brinde em homenagem a amiga maravilhosa que Deus nos deu e ainda aproveitamos para brindar o ano maravilhoso que foi 2009.



Como a Julianna queria comer pizza, ela escolheu a Vila Bagé (peito de peru com abacaxi) e eu pedi uma de peito de peru também com mango chutney. Claro que veio aquela massa fininiha e o recheio muito bom!


A amiga da Ju, Renata, comeu o petit gateau e aqui está. Mais uma visitante no "Sabores".


Mais sobre o Vila Mosquito em Vila Mosquito - Delícia de lugar 1

13 de dezembro de 2009

Docentes e decentes - Varjota

"Só cearense mesmo para sair de casa e ir comer feijão". A frase é do francês Jean Dominique, que já mora aqui em Fortaleza há algum tempo, e estava fazendo sabe o quê? Comendo feijão no Docentes e Decentes da Varjota, na última sexta-feira (11/12), durante na confraternização das empresas Connex Construtora, Menezes Assessoria Contábil, Eurobiz, Portal InvestNE (meu segundo trabalho).

Claro que o feijão verde da casa (R$ 16,90) também foi a minha escolha. Para quem ainda não conhece, a cumbuca chega borbulhando na mesa e mesmo depois de algum tempo, o feijão continua quentinho e delicioso, claro. Apesar do preço ter subido bastante, ainda vale a pena comer deste feijão que vem com queijo por cima e um tempero incomparável.


Feijão verde docentes e decentes

Também provei o atolado de carne de sol (R$ 16,90) que vem com purê de macacheira e queijo por cima da carne de sol. Estava muito bom também, apesar de ter chegado frio na mesa.


Atolado de carne de sol


Jean Dominique e meu chefe Luiz Carlos de Carvalho (leitor e incentivador do "Sabores")




Uma parte da galerinha que trabalha comigo no portal InvestNE 

Serviço: Docentes e decentes (Rua Ana Billar ,1445 - Varjota) funciona todos os dias, a partir das 10h. Telefone: (85) 3267-4855. Tem também na Av. Santos Dumont, 6180 - Papicu. Telefone: (85) 3265-3267.


9 de dezembro de 2009

Misaki apresenta novidades


Mix de champignon, nirá e lagosta

Lembram que falei que o Misaki estava passando por uma super reforma? (Geppos prepara novidades - Misaki) Pois então! Já está chegando a hora de conferir todas as novidades que a casa vai oferecer. A casa estará aberta ao público no próximo dia 14 (segunda-feira), a partir das 12h. Entre as novidades, pratos quentes de peixes, frutos do mar e carne bovina também. Todos as produções assinados com exclusividade pela chef Louise Benevides. Mas, é claro que os shushis continuam. No entanto, estão em versões mais originais.

Além da culinária japonesa contemporânea, o Misaki reabre com uma inauguração ímpar, misturando elementos rústicos e naturais com materiais modernos. Além de plantas na fachada, um espelho d’água com carpas e peixes japoneses dá a ideia de um lago que corre por baixo do restaurante onde os peixes poderão ser vistos, tanto na fachada, como ao lado das mesas, na área interna do restaurante.

Então, se quiser ser um dos primeiros a ver todas essas novidades, marque na agenda do dia 14 de dezembro (segunda-feira):

Misaki (Avenida Desembargador Moreira, 1011 – Shopping Jardins Open Mall - Aldeota), aberto diariamente (a partir do dia 14 de dezembro), das 12h até o último cliente. Telefone: (85) 3433.1050.

Mais informações em Misaki inaugura novo conceito

7 de dezembro de 2009

Vila Mosquito - Delícia de lugar

Parte 1
Tem gente nova aqui no "Sabores". No último fim de semana, as companhias para mais um passeio gastronômico foram maravilhosas: Luciana Miranda, Webster Alves e Glauber Bezerra. Apesar de um pequeno desvio no caminho (o Webster insistiu em passar pelo Brasão - ali na praia de Iracema). Segundo minha colega de trabalho (Juliana Colares), o lugar é ideal pra terminar a noite e não para começar. Mas, nem precisava saber disso para pedir pra ir embora.


Emfim, minha vontade foi realizada. Fomos para o Vila Mosquito (dica do Filipe Palácio). Lá, chegamos umas 22h30min e precisamos esperar por mesa porque todas estavam ocupadas. Esperamos uns 15 minutos.

Acomodados na parte externa, que tem um clima todo especial, que dá uma sensação de estar numa vila de uma cidade pequena, decidimos comer pizza. Um detalhe especial é que o cardápio é coisa mais linda. Artesanal, delicado e que dá vontade de ficar com ele na mão, lendo e se perdendo em poesias.


Escolhemos peperoni e caprese (manjericão, queijo de búfala, rúcula e tomate). A pizza grande desses dois sabores custa R$ 28,00. Antes, pedimos brusqueta (pão italiano, tomate e majericão). A porção com três custava R$ 12,00. E é uma delícia, claro.


Conversa vai e vem até que a deliciosa chega. Servida pelo simpático garçom Edson, nós pudemos experimentar uma massa fininha, crocante e muito saborosa.




De sobremesa, escolhemos o Vila acaba mundo (R$ 13,00). A delícia super diferente é feita de filhoses com sorvete de tapioca, calda de mel, pitu gold e farofa de castanha de caju. Explosão de prazer, viu?! Muito bom mesmo.




No total, a conta deu R$ 76,00.


Serviço: Vila Mosquito (Rua Antônio Augusto ,786 - Aldeota), funciona de terça a domingo, a partir das 17h. Telefone: (85) 3226-7422.

3 de dezembro de 2009

Deliciosas letras: Culinária japonesa de Harumi


Os apaixonados pela culinária japonesa, que vai além dos sushis e sashimis, podem fazer uma viagem por esta gastronomia sem sair de casa. A editora Larousse do Brasil lança neste mês o livro "Culinária japonesa de Harumi", que apresenta as criações desta culinarista que mescla elementos tradicionais da cozinha japonesa com sabores de todo o mundo.

Harumi Kurihara é a escritora de livros de culinária mais famosa do Japão. O sucesso dela vem de seu carisma e de sua abordagem despretensiosa e bem fundamentada, que mostra uma maneira harmônica de viver e comer de acordo com uma filosofia que mescla simplicidade e elegância.

A culinarista nasceu no Japão depois da segunda guerra mundial, um país então ocupado pelos americanos. Era uma época de mudanças, e o Japão estava se afastando do seu passado, de suas tradições, e rumava para o futuro e para o Ocidente. A comida foi um símbolo muito importante dessa transformação. Depois de séculos tendo como base alimentar arroz e peixe, estavam sendo introduzidos em sua culinária produtos como pão, leite e hambúrguer. Apesar disso, o amor e o respeito dos japoneses por sua culinária tradicional estavam profundamente estabelecidos e nunca se perderam.

Embora a culinária de Harumi não seja a cozinha japonesa tradicional, sua base é usada como ponto de partida. A culinarista mostra ao leitor como os mais deliciosos pratos japoneses podem ser preparados e ter seus ingredientes substituídos ao gosto ocidental. Explica como as refeições japonesas são feitas, a importância da sazonalidade, da variedade e da apresentação dos pratos.

Ela chama a atenção para a variedade de pratos que compõem uma refeição japonesa, segundo ela, em seu país, cada pessoa come cerca de 30 pratos diferentes por dia. Harumi julga entediante refeições com poucos ingredientes, ela aposta em vários sabores e texturas e acredita que a variedade de elementos nas refeições dos japoneses influencia na saúde deles.

E mais
Culinária japonesa de Harumi apresenta mais de 70 receitas ilustradas, do yakisoba até o tofu com molho de manjericão e gorgonzola, arroz coberto com ovos crus, salada quente de berinjela, cavalinha grelhada com sal, salada de frango no vapor com molho de gergelim, bife marinado em dois tipos de missô e variados tipos de sushi. A famosa salada de cenoura com atum da autora, que há mais de 12 anos ainda surpreende seus leitores, também está no livro. Harumi também apresenta receitas de hambúrguer “aqui acrescentei algumas fatias finas de bardana (uma raiz japonesa chamada gobo) à mistura da carne, conferindo-lhe um toque japonês e, ao mesmo tempo, acrescentando algo saudável”

Culinária japonesa de Harumi
Pág: 160
Autora: Harumi Kurihara
Editora: Larousse do Brasil
Formato: 20 X 25,5
Preço: R$ 64,00
Tradução:Adriana Marcolini

p.s: Dica da minha editora no jornal, Marlyana Lima.

Receba nossos posts no seu email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...