“Só cearense mesmo para sair de casa e ir comer feijão”. A frase é do francês Jean Dominique, que já mora aqui em Fortaleza há algum tempo, e estava fazendo sabe o quê? Comendo feijão no Docentes e Decentes da Varjota, na última sexta-feira (11/12), durante na confraternização das empresas Connex Construtora, Menezes Assessoria Contábil, Eurobiz, Portal InvestNE (meu segundo trabalho).
Claro que o feijão verde da casa (R$ 16,90) também foi a minha escolha. Para quem ainda não conhece, a cumbuca chega borbulhando na mesa e mesmo depois de algum tempo, o feijão continua quentinho e delicioso, claro. Apesar do preço ter subido bastante, ainda vale a pena comer deste feijão que vem com queijo por cima e um tempero incomparável.
Feijão verde docentes e decentes
Também provei o atolado de carne de sol (R$ 16,90) que vem com purê de macacheira e queijo por cima da carne de sol. Estava muito bom também, apesar de ter chegado frio na mesa.
Atolado de carne de sol
Jean Dominique e meu chefe Luiz Carlos de Carvalho (leitor e incentivador do “Sabores”)

Uma parte da galerinha que trabalha comigo no portal InvestNE 


Serviço: Docentes e decentes (Rua Ana Billar ,1445 – Varjota) funciona todos os dias, a partir das 10h. Telefone: (85) 3267-4855. Tem também na Av. Santos Dumont, 6180 – Papicu. Telefone: (85) 3265-3267.


Jornalista especializada em Gastronomia. Gosta de comer de tudo. Vive de experimentar! As boas experiências conta aqui, as ruins só pessoalmente. Editora do Sabores da Cidade, também escreve para as revistas Costumes (regional) e Prazeres da Mesa (nacional).

Artigos Similares

Comentários no Facebook

7 Comentários

  1. E o pior, que é também comprada como a legítima comida regional. Minha avó, em Várzea Alegre, nunca ouviu falar de creme de leite, requeijão, parmesão etc.

  2. Já fui muito fã do feijão do Docentes.
    Embora não seja um prato regional, o excesso de creme de leite e queijo é totalmente desnecessário e torna o prato muito pesado.
    O sabor real é dado pelos temperos e, é claro, pela cumbuca de barro. Já provei e também preparei feijão verde tão saboroso quanto, com maxixe, quiabo e as delícias de nossa terra, muito mais leve e saudável.
    O preço está bem salgado e o atendimento de lá já foi muito bom, agora deixa a desejar.

  3. O atendimento la deixa muiito a desejar. Quando fui la consumir uma promoçao de compra coletiva que eles venderam num site fui muito mal servida. Minhas longnecks foram servidas numa bacia plastica, minha cerveja foi servida em copo de uisque, as bolinhas de peixe nao tinham recheio e foram servidas num pratinho descartavel! Horrivel

  4. Ia muito lá, mas depois que uma ASA DE BARATA veio dentro do feijão que pedi, nunca mais coloquei meus pés lá. Além disso, quando chamamos o garçon para mostrar o que estava acontecendo, fomos muito mal atendidos – ficou como se a gente estivesse mentindo pra não pagar. Foi ridículo! A vigilância sanitária deveria passar por lá.

Deixe uma resposta