“Só cearense mesmo para sair de casa e ir comer feijão”. A frase é do francês Jean Dominique, que já mora aqui em Fortaleza há algum tempo, e estava fazendo sabe o quê? Comendo feijão no Docentes e Decentes da Varjota, na última sexta-feira (11/12), durante na confraternização das empresas Connex Construtora, Menezes Assessoria Contábil, Eurobiz, Portal InvestNE (meu segundo trabalho).
Claro que o feijão verde da casa (R$ 16,90) também foi a minha escolha. Para quem ainda não conhece, a cumbuca chega borbulhando na mesa e mesmo depois de algum tempo, o feijão continua quentinho e delicioso, claro. Apesar do preço ter subido bastante, ainda vale a pena comer deste feijão que vem com queijo por cima e um tempero incomparável.
Feijão verde docentes e decentes
Também provei o atolado de carne de sol (R$ 16,90) que vem com purê de macacheira e queijo por cima da carne de sol. Estava muito bom também, apesar de ter chegado frio na mesa.
Atolado de carne de sol
Jean Dominique e meu chefe Luiz Carlos de Carvalho (leitor e incentivador do “Sabores”)

Uma parte da galerinha que trabalha comigo no portal InvestNE 


Serviço: Docentes e decentes (Rua Ana Billar ,1445 – Varjota) funciona todos os dias, a partir das 10h. Telefone: (85) 3267-4855. Tem também na Av. Santos Dumont, 6180 – Papicu. Telefone: (85) 3265-3267.


Jornalista especializada em Gastronomia. Gosta de comer de tudo. Vive de experimentar! As boas experiências conta aqui, as ruins só pessoalmente. Editora do Sabores da Cidade, também escreve para as revistas Costumes (regional) e Prazeres da Mesa (nacional).

Artigos Similares

Comentários no Facebook